Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Carla, a jovem que foi conquistada pelas corridas de rua.

Imagem
Você já reparou que cada dia mais corridas de rua são organizadas, e o número de participantes também não para de crescer? Já se perguntou qual seria o motivo disso?

Pelo que se pode ver no depoimento de Carla Cristina Gomes Prisco, que hoje está com 27 anos, mas se apaixonou pelas corridas de rua há mais de 10 anos, o motivo não é apenas 1. Carla é administradora de empresas, tem diabetes tipo 1 desde os 15 anos de idade e além das corridas se dedica ao casamento, ao trabalho diario na FIESP, e às viagens com o marido e a equipe para correr.

Em seu depoimento fica claro que apesar da saúde e o controle do diabetes serem uma consequencia que a estimula ainda mais a continuar, outros fatores também são decisivos para a manutenção desse habito e não deixar as pistas. Entre eles estão o prazer inerente à prática de atividades físicas, o desafio que cada prova de corrida impõem, exigindo dedicação e treinamento, o trabalho em equipe, que progride a cada treino e competição, e o contato c…

Diabulimia, talvez você tenha e não saiba...

Imagem
Para tratar de um assunto tão importante nada melhor que o relato de alguém que o vivenciou.

Aproveito já para agradecer à amiga de longa data Luciana Dotti Silva por relatar sua experiência que, sem dúvida, é um importante alerta a todos que conhecem alguém com diabetes tipo 1, em especial do sexo feminino e, especialmente, às meninas com diabetes.



"Sou Luciana Dotti Silva Descobri o diabetes em 1988. Depois do diagnóstico, não demorou muito para que eu desenvolvesse diabulimia (distúrbio alimentar que na época não era conhecido e que os médicos diziam apenas se tratar de uma rebeldia). Inicialmente tinha uma alimentação exagerada e tomava insulina para compensar a glicemia. Não demorou muito para eu engordar. Comia muito e depois, muitas vezes, provocava o vomito. Logo me lembrei que, ao ficar diabética, tinha emagrecido. Decidi, desta maneira, abandonar, temporariamente, as doses de insulina para emagrecer. Depois, voltaria a tomá-las. Doce, ou melhor, amargo engano. Emagreci, …