Postagens

Mostrando postagens de 2012

Respondendo Dúvidas: Bomba e Monitor Contínuo, valem a pena?

Imagem
Dando continuidade à sessão de respostas a algumas das principais dúvidas de pessoas com diabetes, postamos abaixo os comentários da Dra. Anne Peters, professora universitária de medicina e diabetóloga, Diretora do Programa de Diabetes da Universidade do Sul da Califórnia (USC), publicados pela revista de diabetes Countdown.
Como a tecnologia pode ajudar? Devo usar uma bomba de insulina? Um monitor contínuo de glicose?

Dra. Peters: Eu sou uma defensora do uso da tecnologia, e acho que pode realmente ajudar com base no que a pessoa quer atingir. O que tenho percebido é que algumas pessoas com diabetes tipo 1 de difícil controle se beneficiam com uso de bomba ou bomba e monitor,  porque, como adultos, aprendem a usar a tecnologia de forma rápida, e muitos têm verdadeiro sucesso com o uso de bombas. Mas algumas pessoas ficam relutantes em tentar a terapia com bomba de insulina de início, e para essas pessoas, eu percebi que o monitoramento contínuo de glicose (sensor) pode ajudar a co…

Respondendo Dúvidas: A partir de quando deixar os cuidados por conta da criança?

Imagem
Dando continuidade à sessão de respostas a algumas das principais dúvidas de pessoas com diabetes e pais de crianças com diabetes tipo 1, postamos os comentários do Dr. Desmond Schatz, endocrino-pediatra, Diretor do Centro de Diabetes da Universidade da Flórida, públicados pela revista de diabetes Countdown.


A partir de que idade é seguro para uma criança assumir a gestão diária de seu diabetes?
Dr. Schatz: É muito importante para uma criança com diabetes tipo 1 passar a fazer sua auto-gestão. A idade certa para a transição depende da idade e estágio de desenvolvimento da criança, da forma como recebe apoio e de como foi educada. A boa auto-gestão exige que o indivíduo entenda o impacto da alimentação e do exercício sobre a glicemia, bem como o papel dos diferentes tipos de insulina. Eu geralmente uso a idade de 16 anos, já que é a idade em que as crianças estão autorizados a obter carteira de motorista nos Estados Unidos. A meu ver, o diabetes é tão perigoso quanto dirigir um carr…

Respondendo Dúvidas: Quais são os alimentos proibidos?

Imagem
Dando continuidade à sessão de respostas a algumas das principais dúvidas de pessoas com diabetes e pais de crianças com diabetes tipo 1, postamos os comentários do Dr. Desmond Schatz, endocrino-pediatra, Diretor do Centro de Diabetes da Universidade da Flórida, públicados pela revista de diabetes Countdown.

Existem alimentos, como doces, que não devemos deixar que o nosso filho coma?
Dr. Schatz: Meu sentimento é de que não há alimentos realmente proibidos. Mas seu filho pode comer qualquer coisa que ele ou ela quer, a qualquer hora? Não. Ninguém, se tem diabetes ou não, pode comer tudo o que quer, e todos devem comer alimentos saudáveis e não comer demais. Mas, certamente, algo como bolo de chocolate em um aniversário, ou outra ocasião especial, está bem. Restringir alimentos específicos podem criar um ambiente indesejável e muitas vezes leva a criança a querer ainda mais. É importante permitir que o seu filho escolha os alimentos que ele ou ela quer e então usar essas escolhas co…

Respondendo dúvidas: Quantas vezes medir a glicemia?

Imagem
Dando continuidade à sessão de respostas a algumas das principais dúvidas de pessoas com diabetes e pais de crianças com diabetes tipo 1, postamos os comentários do Dr. Desmond Schatz, endocrino-pediatra, Diretor do Centro de Diabetes da Universidade da Flórida, públicados pela revista de diabetes Countdown.

Com que frequência devemos verificar os níveis de açúcar no sangue (glicemia) de nosso filho? Quais são os sinais de alerta de glicemias muito altas ou muito baixas?

Dr. Schatz: Os níveis de açúcar no sangue de quem tem diabetes podem mudar muito ao longo do dia, e são afetados por muitos fatores. Entre eles estão: o que a criança comeu, atividade física ou exercício, dose de insulina, estresse, e infecções. Ao mediar a glicemia é importante se fazer duas perguntas, a primeira delas é: "O que eu faço agora?" significa, por exemplo, que você deverá decidir se nenhuma atitude deve ser tomada, se será necessário aplicar insulina extra (em caso de hiperglicemia), ou se precisa…

Respondendo Dúvidas: Por que meu filho ficou com diabetes?

Imagem
A partir de hoje postaremos respostas a algumas das principais dúvidas de pessoas com diabetes e pais de crianças com diabetes tipo 1. A primeira delas foi respondida na última edição da revista de diabetes Countdown, pelo endocrino-pediatra, Diretor do Centro de Diabetes da Universidade da Flórida, Dr. Desmond Schatz.

Refrigerante e bala nos dedos também podem alterar a glicemia

Imagem
Devido ao fato de outra postagem ter sido de grande interesse da nossa comunidade, continuaremos discutindo o assunto. Dessa vez estamos postando os resultados de uma pesquisa cujo resumo foi apresentado no Congresso da Associação Americana de Diabetes (ADA), em 2010, em Orlando.

Como muitos comentaram, o resíduo de alimentos nos dedos pode alterar o resultado da glicemia. Seja devido ao açúcar presente nas frutas descascadas (postagem anterior), seja o açúcar da bala que foi desembalada e consumida para corrigir uma hipoglicemia. Por isso, nada melhor que lavar as mãos antes de fazer a ponta-de-dedo.
Por outro lado, muitos usam o álcool (algodão com álcool, álcool swab ou álcool gel) para fazer a assepsia (desinfetar os dedos a fim de evitar micróbios). Na última postagem os autores alegam que passar o álcool não é suficiente para eliminar o açúcar das frutas que foram descascadas, que pode interferir no resultado da ponta-de-dedo. Segundo eles, só lavando as mãos mesmo. Contudo, no c…

Fim de ano, Férias, Você presta atenção no que come?

Imagem
Com as festas de fim de ano chegando, a rotina, o consumo alimentar e o nível de atividade física mudando, manter o controle da glicemia pode ser um desafio. No entanto, planejamento, atenção e ajustes podem reduzir o impacto dessa fase, sem deixar de desfrutar de seus prazeres. Já publicamos anteriormente um artigo neste Blog com diversas dicar: "Festejar é diferente de Estragar o Controle".

 Neste artigo vamos ver como dados recentemente publicados podem nos ajudar.
Um pesquisa recém publicada aponta que a atenção no que se está comendo faz toda a diferença. Na pesquisa foram comparados 2 grupos de adultos com diabetes tipo 2. Um dos grupos recebeu orientação tradicional para os autocuidados, incluindo orientações sobre alimentação e prática de atividade física. O outro grupo aprendeu técnicas de meditação e sobre consciência alimentar (na seleção e consumo dos alimentos). Os testes feitos 3 meses após as orientações/treinamento mostraram que ambos os grupos tiveram reduçã…

O que você sabe sobre diabetes? Faça o QUIZ!

Imagem

Criança Pequena com Diabetes na Escola, o que fazer?

Imagem
Iniciar a vida escolar traz muitas vezes insegurança aos pais de crianças com diabetes. É inegável que existem motivos para isso. Além de ser a primeira vez que a criança estará por muitas horas fora de casa, longe dos cuidados dos pais, as escolas e professores nem sempre estão adequadamente preparados para recebê-los. Por esse motivo, entrevistamos a engenheira química e ambiental, Ana Claudia Cendofanti, mãe da Sophia, de 3 anos e da Sarah, de quase 6 anos de idade e diabetes desde 2 anos e 11 meses de idade (diagnóstico em 2009). Escolhemos entrevistar a Ana Claudia pelo motivo de o início da Sarah na escola ser relativamente recente e, em especial, por ter sido bem sucedido. 

- Ana, conte-nos um pouco como e quando vocês decidiram que era hora de iniciar a vida escolar da Sarah.
A Sarah não ia à escola, pois meu trabalho permite ficar com ela pela manhã e a tarde ela ficava com uma babá. Porém ela começou (aos 3 anos e meio) a ter depressão, quando enfim ela verbalizou que achava …