Postagens

Mostrando postagens de 2013

Faltou insumo? Recebeu orientação inadequada? Denuncie!

Imagem
Conforme divulgado pelo Jornal da Band: Justiça proíbe reutilização de seringas (link para assistir).
Além dos riscos da reutilização das seringas e agulhas, vide texto da indústria de agulhas e serigas BD (link), o caso está claramente relacionado à falta de insumos necessários para o controle do diabetes nos postos de saúde do SUS. Nos últimos meses, milhares de pessoas com diabetes que foram retirar seus insumos em postos de saúde de São Paulo, Capital, e em muitas outras cidades do país e receberam a notícias "depois de meses em falta, as lancetas chegaram, mas agora estão em falta as tiras reativas para medição de glicemia". Quem tem diabetes e faz uso de insulina sabe que não é possível manter um controle minimamente bom e seguro sem tiras reativas. A falta de qualquer um dos itens para o controle da glicemia é inadmissível! Por isso, é necessário denunciar e continuar pressionando por um Sistema Público de Saúde mais organizado e bem gerido!
Se você está passando por…

Festejar ≠ Estragar o Controle

Imagem
Boas Festas! Um Feliz Natal e Um Excelente 2016!

Em Newsletter do Centro de Diabetes Joslin foram publicadas algumas dicas que valem muito a pena conhecermos para que aquela dedicação de manter o diabetes sob controle durante o ano, não seja toda jogada fora durante as festas.
Vejamos algumas das principais recomendações adaptadas:


SEJA REALISTA!


• Ao invés de tentar perder peso durante as férias, estabeleça uma meta de manutenção do peso. 
• Em relação ao controle glicêmico, lembre que sair da rotina e mudar horários de despertar, dormir, e se alimentar durante as férias pode aumentar as chances de hipo e hiperglicemias. A dica é aumentar o número de pontas-de-dedo, e não abrir mão de fazer atividade física para tentar manter a glicemia próxima ao normal durante a maior parte do tempo.
PLANEJE COM ANTECEDÊNCIA


• Tente não chegar a uma festa com fome. Coma um lanche leve antes de sair de casa, tal como um iogurte, ou um pedaço de fruta.
• Não pule refeições e, na medida do possível, tente ma…

Bomba de Insulina, uma opção para o Bom Controle

Imagem
Abaixo há tanto a entrevista feita pela repórter Fabiana Grillo, publicada no portal R7, ampliada e adaptada, quanto o link da matéria feita pela Globo, para o programa Bem Estar, sobre o mesmo assunto.

"Mesmo com o preço salgado, há quem garanta que o investimento vale a pena. É o caso do autor do livro Tenho diabetes tipo 1, e agora?, Dr. Mark Barone. Aos 32 anos de idade, há 22 com diabetes tipo 1, ele garante que só trocaria o aparelho por uma versão atualizada e com mais recursos.

— Há seis anos passei a usar a bomba de insulina. Troquei seis injeções diárias de insulina por uma picada a cada três dias para trocar o cateter. Além disso, reduzi de 12 para quatro o número de testes de ponta de dedo para checar o valor da glicemia. Com isso, consigo manter um controle excelente mesmo após mais de duas décadas de diabetes e a rotina intensa de trabalho.

Mark, que também é pesquisador (doutor em fisiologia humana) e educador em diabetes, teve indicação médica para o tratamento e,…

Primeira entrevista (no Brasil) com alguém que usou o pâncreas biônico

Imagem
Anna Floreen, estadunidense da cidade de Boston, participou recentemente de uma das pesquisas mais de maior interesse para comunidade com diabetes. A pesquisa de desenvolvimento do pâncreas biônico, em outros países chamado de pâncreas artificial. Tivemos a oportunidade de conviver durante 2 semanas com a Anna Florence, que participou como Faculty do Young Leaders in Diabetes Programme da IDF (YLD-IDF) em Melbourne.  Anna diz que foi um prazer contribuir participando de uma pesquisa de algo tão promissor, mas admite que o melhor de tudo foi a LIBERDADE que experimentou. Segundo ela, era como se tivesse novamente o pâncreas funcionando e não precisava ficar se preocupando com o valor da glicemia, a alimentação, etc.


O equipamento em questão, é constituído por 1 equipamento central, parecido com um Iphone, que transmite e recebe informações dos demais, 2 bombas de insulina, 1 com insulina ultrarrápida e 1 com glucagon e 1 sensor contínuo de glicose. Assim, de acordo com o valor e a var…

Sucesso desde o início do Programa de Jovens Líderes em Diabetes da IDF

Imagem
Hoje, 28/11/2013, teve início oficial o Programa de Jovens Líderes em Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (YLD-IDF) de Melbourne, inclusive com a presença do presidente da Federação, Sir Michael Hirst.

A grande maioria do mais de 100 jovens com diabetes já está presente, muito animada e aproveitando cada segundo para aprender com os palestrantes e membro da organização do programa (Faculties), compartilhando informações entre eles e experimentando a oportunidade de conhecer melhor outras culturas, línguas e condições gerais tão diferentes entre países das Américas, da África, da Europa, Ásia e Oceania. 
Veja mais sobre esse incrível evento, que conta com a participação de 3 brasileiros, em: Jovens Líderes em Diabetes de Todo o Mundo



Um dos momentos mais inspiradores da tarde foi conhecer a idealizadora do Kilimanjaro Expedition, já comentado neste Blog, assistir o vídeo (acima, com a presença de 2 brasileiros) e ouvir dela e de duas jovens líderes em diabetes do programa YL…

Jovens Líderes em Diabetes de Todo o Mundo

Imagem
Entre os dias 27 de novembro e 6 de dezembro acontecerá, em Melbourne, Austrália, a 3a grande reunião de JOVENS LÍDERES em DIABETES de TODO o MUNDO. São os Jovens Líderes em Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (YLD-IDF). 

Esse grupo começou a se formar em 2011, quando as Associações de Diabetes membro da IDF foram solicitadas a indicar jovens líderes de seus países. Jovens estes selecionados por suas características e atitudes de liderança, disponibilidade para ajudar outras pessoas, e desejo de fazer a diferença. Nesta primeira reunião dos jovens, em Dubai, participaram 85 jovens, representando 55 países. De lá para cá muito foi conquistado! Esses jovens se mobilizaram local e globalmente e desenvolveram importantes programas de educação e conscientização sobre o diabetes em seus países.

A 2a reunião aconteceu apenas com parte do jovens já envolvidos, em 2012, na Tanzania. A ideia principal foi levar o conhecimento e experiência dos Jovens Líderes da IDF para serem compa…

Invasão Azul e Novembro Azul pelo Diabetes!

Imagem
No mundo todo aconteceram ações relacionadas ao Mês e ao Dia Mundial do Diabetes (14/11). No Brasil não foi diferente. Segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF), o Brasil é um dos países que mais se mobiliza e promove ações de CONSCIENTIZAÇÃO, PREVENÇÃO, DETECÇÃO e ORIENTAÇÃO. Essas ações são fundamentais em um mundo que sofre com a pandemia de diabetes. E a situação se agrava pelo fato de metade (50%) das pessoas não saberem que têm diabetes e não se tratarem. Isso acaba levando a uma série de complicações e morte precoce dessas  pessoas. Enquanto, quando tratadas, podem ter uma vida longa e saudável. Vejamos abaixo uma dessas ações, que foi multiplicada por outros grupos pelo Brasil. 
"Para marcar o Dia Mundial do Diabetes, o grupo Blue Power, formado por jovens com diabetes da capital paulista, e idealizado pela Jovem Líder em Diabetes Brasileira que é membro do Young Leaders in Diabetes da Federação Internacional de Diabetes, Claudia Labate, organizou a concentraçã…

Dia Mundial do Diabetes - Chamando a Atenção de Forma Criativa!

Imagem
O Dia Mundia do Diabetes (World Diabetes Day), 14 de novembro, carrega, todos os anos, mensagens fundamentais de CONSCIENTIZAÇÃOeQUALIDADE de VIDA. Na postagem "Diabetes, por que se preocupar muito?" enfatizamos a necessidade de conhecer mais sobre o diabetes e se cuidar. As mensagens a esse respeito continuam claras durante este ano (veja informativos da Federação Internacional de Diabetes, IDF, abaixo). Mas nesta postagem serão destacadas algumas ações criativas às quais todos podem se envolver e disseminar a informação. Veja abaixo:
Este primeiro é o Big Blue Test! É um desafio internacional, liderado pela ONG Diabetes Hands Foundation. Nesse desafio o participante mede a glicemia, pratica entre 14 e 20 minutos de atividade física, mede a glicemia novamente, e compartilha os resultados na página do Big Blue Test. Com isso, além de se manter ativo, a ONG Diabetes Hands Foundation consegue doação de empresas para levar insulina e outros medicamentos e insumos de diabetes pa…

Nefropatia (complicação nos rins), prevenção e tratamento

Imagem
Tal como acontece com a retinopatia, a chave para manter os rins saudáveis ​​está no controle da glicemia e da pressão arterial. Doença (complicação) renal, também chamado de nefropatia, afeta entre 20 e 40 por cento das pessoas com diabetes. Nefropatia é a causa número 1 de doença renal terminal, quando os rins já não pode limpar adequadamente o sangue e deve ser tratada com diálise ou transplante renal.

A Associação Americana de Diabetes (ADA) recomenda que as pessoas com diabetes façam testes anuais de função renal (fale com seu médico a esse respeito). Se forem detectados problemas renais, o tratamento pode incluir uma dieta especial, bem como determinados tipos de medicamentos para pressão arterial, conhecidos como inibidores da ECA ou antagonista de receptor de angiotensina II (BRA) . "Ambos têm se mostrado benefícios na redução da progressão da doença renal e doença renal terminal", diz William Keane, médico especialista em doença renal na Flórida. Seus benefícios sã…

Qual o seu tipo de diabetes? Tipo 1? Tipo 2? Gestacional? Lada? Mody?

Imagem
Apesar de nosso Blog se dedicar ao diabetes mellitus tipo 1, é importante conhecermos também sobre os outros tipos. Por quê? Por vários motivos, e o primeiro deles é o fato de muitas pessoas receberem diagnóstico equivocado e, com isso, serem tratadas de forma não ideal. Além disso:

- Você já ouviu falar de pessoas com diabetes tipo 1 se aplicando insulina e tomando medicação oral, indicada para tipo 2? Isso é cada vez mais comum. Devido ao sedentarismo, sobrepeso, tempo e qualidade de sono inadequados, pessoas com diabetes tipo 1 desenvolvem resistência à ação da insulina e precisam ser tratadas como tipo 1 + tipo 2.


- O diabetes tipo LADA é muito semelhante ao tipo 1 (também resultado de uma reação auto-imune que destrói as células do pâncreas que produzem insulina). Porém é diagnosticado em idade adulta e se desenvolve mais lentamente, demorando mais tempo até depender definitivamente de aplicação de insulina.


- Sobre diabetes gestacional já até publicamos um artigo abaixo (Atividade…

Por que conhecer outras pessoas com diabetes?

Imagem
Se você ainda está em dúvida se vale a pena participar de uma Associação ou Grupo de Apoio para Pessoas com Diabetes e Familiares, um artigo recém publicado reforça a importância dessa forma de interação. Talvez para os que já participam ou participaram de um grupo, os resultados da pesquisa não tragam muita novidade, mas reforça o que provavelmente já experimentaram.

A pesquisa, publica em 18 de outubro de 2010 por Heisler e colaboradores, na revista científica Annals of Internal Medicine, foi feita com 244 homens com hemoglobina glicada (A1C) acima de 7,5%, durante 6 meses. Os participantes foram divididos em 2 grupos. Em um dos grupos (RPS) os participantes tiveram uma primeira reunião para se conhecer e depois faziam contato telefônico semanal. Estes indivíduos puderam ainda se reencontrar em outras reuniões. No outro grupo (NCM) os participantes receberam uma sessão educativa e, depois, foram indicados para acompanhamento de uma enfermera, durante os 6 meses de estudo.
Os result…

Mantenha-se saudável!!!

No artigo de hoje serão publicadas algumas dicas, baseadas em notas de pesquisas publicadas na revista Diabetes Forecast da American Diabetes Association, sobre como manter-se saudável.
1) Exagerar na comida não vai te deixar mais satisfeito. Pesquisa com 104 pessoas indicou que as que receberam porções grande, com 1400 calorias, ficaram tão satisfeitas quanto as que receberam porções menores dos mesmos alimentos, com 200 calorias.
2) Tomar café da manha pode te ajudar não só em tarefas físicas, mas também na cognitivas. Em estudo com 1.269 crianças, as que tomavam café da manha todos os dias tiram notas mais altas em testes, do que as que só tomavam café da manha eventualmente.
3) Meça sua glicemia (e faça correções quando necessário) o maior numero de vezes ao dia possível. Um estudo com 20.555 pessoas com diabetes tipo 1 mostrou que quanto maior o número diário de testes, melhor a A1C (controle do diabetes).
Fonte: Diabetes Forecast, American Diabetes Association, May, 2013.

Saiba mais sobre CONTAGEM DE CARBOIDRATOS

Imagem
Para esclarecer sobre o uso da técnica de contagem de carboidratos, entrevistamos a nutricionista Juliana Baptista, que tem grande experiência no assunto, tendo inclusive feito estágio em centro de diabetes na Alemanha. 

O que é a contagem de carboidrato?
O Carboidrato é o nutriente que eleva a glicose (açúcar) no sangue, é ele também  que nos fornece energia, portanto necessário ao nosso organismo.
A  terapia com contagem de carboidratos facilita o controle do diabetes e aumenta a liberdade na alimentação. Esta terapia é aplicada em pessoas com diabetes, na qual a pessoa conta quantas gramas de carboidrato está ingerindo e aplica a quantidade de insulina ultra-rápida necessária para isto (esta necessidade é diferente para cada pessoa, sendo definida individualmente pelo médico). Este controle fica parecido com um organismo sem diabetes quando feito de maneira correta.
A quantidade de carboidrato de cada alimento se obtêm em pequenos livros (tabelas) que indicam as quantidades de carb…

Entenda as complicações nos vasos sanguíneos e coração

Imagem
Além de entender, o objetivo deste artigo, traduzido e adaptado da revista Diabetes Forecast, da American Diabetes Association, é chamar a atenção sobre como prevenir e tratar esse tipo de complicação. Na verdade, complicações nos vasos sanguíneos (microvasculares e macrovasculares) são a principal causa das demais complicações. Por quê? Pelo simples fato de todos os órgãos e tecidos dependerem do sangue com nutrientes e oxigênio que circula dentro desses vasos. E, como diz a autora do artigo, "a glicemia elevada é sorrateira. Você pode sentir-se muito bem, enquanto, lentamente e imperceptivelmente, a glicose extra em seu sangue pode ser prejudicial aos vasos sanguíneos que nutrem o coração, os olhos, os rins e os nervos." Apesar disso, alerta que "já existem estratégias eficazes para salvaguardar a sua saúde contra complicações do diabetes, além de cientistas ocupados", procurando melhores tratamentos para controle, prevenção e cura do diabetes e de suas complica…