Recém diagnosticado? De quem é a culpa?

Se você recentemente recebeu o diagnóstico do diabetes, é possível que ainda esteja procurando um culpado. O dignóstico não é fácil para ninguém e tentar achar "um culpado" é uma tentativa de transferir "a culpa". O que é absolutamente normal nesse momento.

Mas será que existe culpado? Vejamos o que disse o inesquecível endocrinologista carioca Rogério Oliveira.

"Não adianta culpar nossos ancestrais pelo fato de termos ficado com diabetes, pois deles herdamos o lado bom e o ruim e, na maioria das vezes, nós mesmos facilitamos, por circunstâncias várias, o aparecimento do diabetes, tornando-nos gordos e ociosos. Além do mais, o diabetes não é castigo divino, e não podemos adivinhar como seríamos sem ele: provavelmente, piores; certamente, menos doces!”

(Rogério de Oliveira, 1932-2010)

www.endocrino.org.br/perda-na-diabetologia/

Rogério Oliveira deixa saudades. Com seu otimismo motivou e inspirou muitos que mesmo diagnosticados mais de meio século depois dele, quando a medicina já facilitava muito a tarefa diária de manter o controle glicêmico, ainda se sentiam incapazes.

Aos quase 80 anos de idade, e 75 anos de diabetes, orgulhava-se em dizer que não tinha complicações. Não era para menos! Quem viveu em uma época de seringas de vidro com agulhas grandes..., 1 ou 2 tipos de insulina de origem animal..., glicosímetro, nem pensar..., conseguir manter o controle da glicemia e não desenvolver complicações é merecedor de reconhecimento!

E ele sabia disso, já que ganhou medalha do Centro de Diabetes Joslin e da Sociedade Brasileira de Diabetes quando completou 50 anos de diabetes sem complicações!

Portanto, não se preocupe em procurar, ou criar, um culpado pelo seu diabetes, mas sim, em seguir o exemplo de determinação e conquistas que nos deixa Rogério Oliveira. E aproveite! Hoje, com diferentes tipos de insulina disponíveis, equipamentos médicos (canetas de aplicação, glicosímetros, bombas de insulina e sensores) com mais recursos a cada dia, chegar à terceira ou quarta idade com muitas saúde, e talvez até sem complicações, é possível!

Veja matérias sobre Rogério Oliveira nos sites abaixo:

Perda na Diabetologia

Dr. Rogério, diabético há 70 anos: "Vivendo bem com o Diabetes"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suco de Laranja? Cuidado!!!

Hemoglobina Glicada (A1C ou HbA1c) para controle e diagnóstico do diabetes

Pâncreas Artificial, uma realidade! Como faço para ter um?