Entenda as complicações nos vasos sanguíneos e coração

Além de entender, o objetivo deste artigo, traduzido e adaptado da revista Diabetes Forecast, da American Diabetes Association, é chamar a atenção sobre como prevenir e tratar esse tipo de complicação. Na verdade, complicações nos vasos sanguíneos (microvasculares e macrovasculares) são a principal causa das demais complicações. Por quê? Pelo simples fato de todos os órgãos e tecidos dependerem do sangue com nutrientes e oxigênio que circula dentro desses vasos. E, como diz a autora do artigo, "a glicemia elevada é sorrateira. Você pode sentir-se muito bem, enquanto, lentamente e imperceptivelmente, a glicose extra em seu sangue pode ser prejudicial aos vasos sanguíneos que nutrem o coração, os olhos, os rins e os nervos."
http://forecast.diabetes.org/complications-apr2012
Apesar disso, alerta que "já existem estratégias eficazes para salvaguardar a sua saúde contra complicações do diabetes, além de cientistas ocupados", procurando melhores tratamentos para controle, prevenção e cura do diabetes e de suas complicações.
Como temos sempre enfatizado neste Blog, "prevenir é melhor que remediar". Especialmente no caso das complicações, remediar nem sempre é possível. Por esse motivo, manter um bom controle atualmente é a principal forma de se atingir sucesso e evitar os danos do desenvolvimento de complicações. "Estudos têm demonstrado que as pessoas com diabetes podem evitar ataques cardíacos e derrames cerebrais, mantendo a sua pressão arterial, colesterol e glicose no sangue dentro dos valores-alvo (controlados) e não fumando."
"Os médicos estão desenvolvendo métodos para detectar doenças do coração em um estágio bastante precoce, quando as medidas de prevenção podem ser mais eficazes. Os novos métodos permitem que os médicos vejam a placa que se forma nas paredes dos vasos sanguíneos quando a gordura, colesterol e outros detritos celulares se acumulam." Fale com seu médico sobre isso.
"Reparar o tecido danificado do coração após um ataque cardíaco permanece um desafio. Avanços na pesquisa com células-tronco podem mudar isso. Em um estudo, publicado na edição de novembro de 2011 da revista The Lancet, pesquisadores utilizaram células-tronco colhidas a partir dos corações das pessoas com insuficiência cardíaca. Depois disso, cultivaram essas células em laboratório e as injetaram de volta no coração dos pacientes. Nos receptores das células-tronco houve aumento da função cardíaca em quase 10 por cento." Portanto, são expectativas para o futuro. Por hora, o importante é se manter controlado para evitar o desenvolvimento de complicações.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suco de Laranja? Cuidado!!!

Hemoglobina Glicada (A1C ou HbA1c) para controle e diagnóstico do diabetes

Pâncreas Artificial, uma realidade! Como faço para ter um?