ADOÇANTE FAZ MAL MESMO?

Recentemente os resultados de uma pesquisa indicando que o uso de adoçantes poderia levar ao desenvolvimento de diabetes chamaram a atenção de todo o mundo. Os adoçantes não foram criados exatamente para reduzir o uso de açúcar e, com isso, melhorar a saúde, facilitar o controle e contribuir para a prevenção do diabetes?

Agora vamos entender os resultados desse estudo!

http://wellbody.net/2012/12/29/how-safe-are-artificial-sweeteners/

Neste estudo, publicado em setembro de 2014 na revista científica Nature, os pesquisadores ofereceram os adoçantes Sacarina, Aspartamente e Sucralose a camundongos e seres humanos que não usavam adoçante. O que eles observaram foi que em ambas as espécies muitos indivíduos (não todos e, no caso de humanos, apenas 4 dos 7 participantes) apresentaram intolerância à glicose (aumento da glicemia, o que indica maior chance de desenvolver diabetes tipo 2) após iniciar o uso de adoçantes. 

Mas talvez o achado mais interessante seja a revelação do que levou a essa intolerância à glicose: alteração da flora intestinal. Segundo os pesquisadores, com o uso de adoçantes a proporção entre as diferentes espécies de bactérias se modificou, assim como as características (metabolismo) das bactérias presentes. 

http://wellbody.net/2012/12/29/how-safe-are-artificial-sweeteners/

Como sabemos, e tem sido amplamente estudado, inclusive por grupos brasileiros, as espécies de bactérias presentes no intestino podem fazer grande difereça na prevenção ou desenvolvimento de doenças várias e a alimentação tem papel fundamental na determinação de quais bactérias estão presentes em maior abundância. Alguns grupos já haviam indicado, por exemplo, que dietas hipercalóricas e ricas em gordura saturada favorecem o desenvolvimento maior de bactérias nocivas (que permitem absorção de compostos que favorecem ganho de peso e desenvolvimento de diabetes e aterosclerose), enquanto a alimentação equilibrada seguindo recomendações mais atuais (como a Healthy Eating Pyramid de Harvard) leva à prevenção de diversas doenças e facilita o controle de doenças crônicas em geral.

Portanto, o estudo que gerou polêmica sobre os adoçantes deve ser entendido como um primeiro estudo, especificamente com os adoçantes Sacarina, Aspartame e Sucralose. Os resultados negativos aconteceram devido a alterações na flora intestinal (microbiota), que está sujeita a influência, também, de muitos outros fatores e alimentos, como já publicamos aqui.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, "não há no momento nenhuma recomendação no sentido de propor a suspensão do uso de adoçantes artificiais, uma vez que esses produtos são considerados seguros".

Faz-se importante sempre interpretar as pesquisas com cuidado e procurar fazer escolhas saudáveis  e, caso você tenha diabetes, que facilitem o controle da sua glicemia e reduzam seus fatores de risco para outras doenças e complicações.

Fontes:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suco de Laranja? Cuidado!!!

Pâncreas Artificial, uma realidade! Como faço para ter um?

Hemoglobina Glicada (A1C ou HbA1c) para controle e diagnóstico do diabetes