Pular para o conteúdo principal

Retinopatia, uma complicação que pode ser prevenida

A retinopatia é uma das principais complicações que afetam pessoas com diabetes. Ela é muito temida especialmente por seus efeitos sobre a visão. Em artigo publicado pelo Centro de Diabetes Joslin fica claro que apesar da retnopatia diabética ser responsável por 12.000 a 24.000 novos casos de cegueira por anoé possível preveni-la! E para isso é fundamental manter um bom controle da glicemia e seguir algumas medidas listadas abaixo.

  • Monitore alterações na sua visão. Isso pode ser feito tanto durante a sua visita anual ao oftalmologista, e também em casa. Anote caso perceba alguma alteração na sua visão e leve isso para ser discutido com seu oftalmologista. Se você é recém diagnosticado, talvez você perceba alterações na visão quando sua glicemia aumentar ou baixar. Mas assim que sua glicemia voltar ao normal, sua visão deve melhorar. Mas se você já tem diabetes há algum tempo e perceber que sua visão tem permanecido borrada, pode ser sinal que precisa manter um controlo mais rígido da glicemia.
  • Mantenha o seu nível de A1C abaixo de 7%. A1C é um exame de sangue que determina o quão bem controlado o diabetes tem estado durante os últimos 2-3 meses. Para a maioria das pessoas, se a sua A1C está inferior a 7%, isso significa que, o controle da glicemia está bom. Manter sua glicemia nesta faixa alvo significa menos danos aos delicados vasos sanguíneos dos olhos.
  • Controle da pressão arterial. Pessoas com diabetes têm maior chance de ter pressão alta, que pode causar dano nos vasos sanguíneos oculares. A combinação de pressão arterial e presença de glicose em excesso pode causar estragos na sua visão. Mantenha sua pressão arterial em 130/80 ou menos. Assim você diminui as chances de comprometimento da visão.
  • Tenha seus olhos examinados. Isto significa visitar seu oftalmologista a cada ano, e ter um exame de fundo de olho, com os olhos dilatados. A detecção precoce de alterações e o acompanhamento de crescimento anormal dos vasos sanguíneos na retina pode desempenhar um papel crucial na preservação da sua visão quando você tem diabetes!
  • Preserve sua visão remanescente. Se o seu oftalmologista detectou algum sinal de retinopatia, faça o tratamento necessário e siga suas orientações a fim de frear a progressão da retinopatia. A fim de evitar danos maiores, mantenha sua A1C a menos de 7%, sua pressão arterial em 130/80 (ou abaixo), e monitore a sua glicemia com frequência, para ter certeza de se manter dentro de seu alvo a maior parte do tempo.

Leia também:

Diabetes e perda de visão, há como evitar?

Por que rastrear complicações?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suco de Laranja? Cuidado!!!

Você deve estar se perguntando, "o que será que aconteceu com o suco de laranja? será que descobriram algum suco contaminado?" Não, não é esse o caso. Estamos falando do suco de laranja natural mesmo, não adoçado, feito na hora, ou comprado em caixinha. E o alerta é para todos que têm diabetes. Vejamos por quê.

O suco de laranja é bastante popular no Brasil. Pudera, somos exportadores de laranja e de suco de laranja. Por isso, é comum encontrar pessoas tomando suco de laranja na padaria, no bar, no restaurante, seja durante a refeição ou em seus intervalos. Além disso, todos apreciam o fato de a laranja ser uma fruta rica em vitaminas e minerais, como a vitamina C. 
Por outro lado, existe um mito em relação ao suco de laranja, assim como em relação aos outros sucos de fruta, como o suco de melancia e o de uva. "Se é natural, não tem com o que se preocupar". Porém, especialmente para quem tem diabetes, os sucos naturais podem ser vilões e atrapalhar muito o control…

Comer... Mas quando tomar a insulina?

Este artigo tem como objetivo responder uma questão que, junto à contagem de carboidratos, é cada dia mais frequente. Quando tomar a insulina ultra-rápida para os carboidratos que consumi ou consumirei? Muitas pessoas têm relatado um frequente descontrole glicêmico, resultando em Hemoglobina Glicada (A1C) alta, devido a terem hiperglicemia após a alimentação, ou mesmo por se esquecerem de tomar a insulina que deveria ter sido tomada para a refeição.
A primeira coisa que é importante saber é que essa elevação da glicemia pós-pandial (depois da alimentação) é prejudicial ao organismo, aumentando o risco de complicaçõescrônicas do diabetes.


Quanto ao momento de tomar a insulina, é importante lembrarmos que mesmo as insulinas ultra-rápidas (Lispro, Aspart e Glulisina) começam a agir entre 10 e 15 minutos após serem aplicadas. Por isso, se você já se alimentou e ainda não tomou sua insulina, sua glicemia irá subir. Os alimentos, em especial os ricos em carboidratos, começam a ser absorvid…

Xultrophy: Insulina + GLP-1 (menos hipoglicemias, melhor A1C e perda de peso!)

Por Ronaldo J. P. Wieselberg
No último congresso da ADA (American Diabetes Association), neste ano, foi apresentado um trabalho que demonstrava os benefícios de um “novo” medicamento para o diabetes, chamado Xultophy. Novo, entre aspas, porque, na verdade, ele não é exatamente algo novo no mercado...
O Xultophy nada mais é do que uma mistura (em quantidades certas!) de insulina Degludeca (Tresiba) e da Liraglutida, um dos agonistas de GLP-1 (Victoza). Os três produtos em questão – Xultrophy, Tresiba e Victoza – são produzidos pela NovoNordisk. Até aí, nada demais – não fosse o fato de que o Xultophy “venceu” a Lantus (insulina glargina) durante o estudo, ou seja, exibiu mais benefícios para pessoas com diabetes tipo 2 (DM2).
Para entender essa “vitória”, vamos explicar rapidamente como são feitos os estudos de novos medicamentos.
Depois que o novo medicamento é testado em cobaias – principalmente ratos – e em pessoas saudáveis, para que haja segurança – ou seja, para que saibamos que …